Bolsonaro recebe comitiva que planeja investir em turismo sustentável no Brasil

Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro recebeu o dinamarquês Bjarke Ingels e uma comitiva do grupo Be-Nômade, que planeja investir em turismo sustentável no Brasil. O encontro foi possível após um convite feito pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, durante missão oficial em 2019 na Espanha.

A reunião desta terça no Palácio do Planalto encerrou a intensa programação do grupo, que desembarcou no país na sexta-feira (10). Desde o último final de semana, os empresários, acompanhados de Marcelo Álvaro e do secretário-executivo do MTur, Daniel Nepomuceno, realizaram visitas à localidades da Rota das Emoções, roteiro que compreende os estados do Ceará, Piauí e Maranhão. Os atrativos percorridos incluíram os parques nacionais de Jericoacoara (CE) e dos Lençóis Maranhenses, bem como o Delta do Parnaíba (PI).

“O encontro com o presidente foi extremamente produtivo, e fico feliz em poder trazer esses investidores para conhecerem todo nosso potencial. Caso se confirme esse interesse, contaremos com um empreendimento que mudará a cara do turismo no Brasil e impulsionará o desenvolvimento nas regiões onde ele estiver presente”, comentou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Durante os quatro dias no país, os investidores tiveram reuniões com o ministro Marcelo Álvaro e outros representantes do governo federal, como dos ministérios da Economia e do Meio Ambiente, além da Casa Civil da Presidência da República, do BNDES e do Banco do Brasil. A pauta girou em torno do potencial turístico do Brasil, onde o grupo estuda a possibilidade de desenvolver projetos que ajudarão a impulsionar o setor de viagens.

O grupo Be-Nômade foi responsável, por exemplo, pela consolidação de Tulum, na Riviera Maya, no México, como destino sustentável. Já Bjarke Ingels tem entre os seus atuais projetos a implantação de duas cidades do futuro: uma nas Ilhas Fuji (Japão) e outra na Arábia Saudita. Os trabalhos do dinamarquês incluem ainda a construção de uma das novas Torres Gêmeas de Nova Iorque e das novas sedes do Google na Califórnia e em Londres.

 

Fonte: Mercado e Eventos