Corredores das Águas – A magia de conhecer

Publicidade

A maior região turística do Paraná e entre as maiores do Brasil é a polarizada por Maringá no noroeste do Paraná, denominada por Corredores das Águas, graças aos seus grandes rios.

O surgimento desta região deve-se ao projeto da Universidade Estadual de Maringá, que no período de 2002-2004 formou pessoas com olhar turístico nas possíveis oportunidades dos rios Paraná e Paranapanema, para atuarem como Agentes de Desenvolvimento pelo Turismo.

Este movimento por novas fontes de riquezas e de trabalho levou a RETUR-Rede de Turismo Regional a propor o projeto de Regionalização do Turismo denominado por Costa Rica – cuja escolha do nome teve a estratégia de focar nas alternativas de riqueza ao invés de condicionamentos da pobreza-que se não enfrentada inibe o empreendedorismo pela prosperidade.

O lançamento do Projeto Costa Rica se deu em 31/07/2004 na cidade de Porto Rico, banhado pelo rio Paraná, quando as portas se abriram ao horizonte das Águas Doces, com suas ilhas, praias, biodiversidade, cultura ribeirinha e os condomínios beira-rios dos novos “ribeirinhos” de Turismo de 2ª residência.

Em 2007 graças a esta iniciativa de regionalizar municípios lindeiros no trecho dos rios Paranapanema e Paraná, a RETUR foi credenciada pelo Ministério do Turismo e Paraná Turismo, a assumir a missão de ser IGR – Instância de Governança Regional, agregando outras microrregiões das quais permanecem integradas aos Corredores das Águas, os polos de Paranavaí, Umuarama, Cianorte e Maringá.

Nesta árdua e frutífera caminhada, as vidas de milhares de pessoas se transformaram com a (re) descoberta local / regional com olhar na magia do Turismo e na arte de gerar riquezas e amizades com os turistas das vizinhanças e de tantos outros lugares do Paraná, Brasil e Exterior.

Agora no período de pandemia do Covid 19 é a grande oportunidade de resgatar o DNA dos Corredores das Águas e apontar sete grandes motivos para sua programação futura para conhecer, vivenciar e se encantar!

Litoral das Águas Doces – esta expressão é de minha autoria diante da imensidão de recursos hídricos em rios e lagos, com suas praias e ilhas fluviais.

No rio Paranapanema temos o diferencial de dois grandes lagos formados como reservatórios de UHE-Usinas Hidroelétricas de Rosana e Taquaruçu, que são os nossos Lagos Sertanejos.

Cenário onde o turista poderá desfrutar de estruturas em Terra Rica, Jardim Olinda, Itaguajé, Santa Inês e Santo Inácio, sendo que em Itaguajé e Santo Inácio existe ainda o apelo de terem sido sedes das primeiras reduções jesuíticas, antes da famigerada fuga dos índios, provocada pelos Bandeirantes e que assim se deslocaram para Rio Grande do Sul.

Torneio de pesca ao Tucunaré – Itaguajé

No rio Paraná a abundância na pesca e a vastidão para navegação, tem as suas praias naturais em ilhas e banco de areias, bem como prainhas artificiais em núcleos urbanos. Cabendo destaque a Marilena, Porto Rico, Porto São José/São Pedro do Paraná e Querência do Norte.

Praia de Santa Rosa – Porto Rico
Prainha Porto São José

Ainda no Rio Paraná o Corredor das Águas tem o diferencial do Parque Nacional da Ilha Grande por sua Biodiversidade, exuberantes lagoas e pelo Arquipélago com centenas de Ilhas Fluviais com opção de Pesca e Navegação.

Acima Lagoa Xambrê – a maior lagoa de água doce do Paraná em Altônia

Ainda com o diferencial das praias de Porto Camargo/Icaraíma e do seu icônico Paredão das Araras

Produção da Moda – a região Corredores das Águas orgulha-se de ser um dos polos top em criação e produção de moda, com indústrias e shoppings do vestuário, com destaque a Cianorte e a Maringá.

Expovest

Os atrativos pela moda favorecem ao Turismo de Compras e ao de Negócios Empresariais.

Agronegócios – o carro chefe da economia do noroeste do Paraná está sem dúvidas nos Agronegócios, onde tem lugar de destaque na liderança nacional.

A diversidade em produção de grãos e pecuária e bem como na agro industrialização é convidativo ao Turismo Técnico e ao Turismo de Eventos com suas concorridas Exposições Agropecuárias de Maringá, Paranavaí e Umuarama, referência para mostras, leilões de animais, gastronomia e shows vips.

Parque de Exposições Francisco Feio Ribeiro – Maringá

Fé e Religiosidade – este segmento é muito forte graças a cultura do povo do noroeste do Paraná pela espiritualidade, seus valores e seus compromissos no dia a dia pela harmonia corpo-espírito.

Nossa Senhora dos Navegantes e Nossa Senhora das Águas para as comunidades ribeirinhas no rio Paraná e no Rio Ivaí.

São Francisco da Ilha Grande no entorno do Parque Nacional da Ilha Grande e a majestosa Catedral Nossa Senhora da Glória – ícone da arquitetura religiosa do Brasil, localizada em Maringá.

Catedral Nossa Senhora da Glória – Maringá – foto de Leão Cardoso

E no ecumenismo das opções, que ao lado da católica, oferece também o Budismo e o Islamismo, entre outras.

Cultura Sertaneja – o sertão não existe mais, contudo a alma sertaneja cada dia é mais forte. Manifestações culturais na música, gastronomia e com as emoções das cavalgadas e seus rodeios, fazem da região turística Corredores das Águas o endereço da cultura sertaneja com destaque para Colorado – Capital do Rodeio Paranaense.

Conhecimento e Tecnologia – Com suas universidades, em especial o fato de ser sede da UNIPAR-Universidade Paranaense, uma estrutura da iniciativa privada e orgulho de Umuarama e em Maringá com a premiada UEM-Universidade Estadual de Maringá e da UNICESUMAR, que tem projeção no Brasil e no Mundo, atraindo estudantes e professores nos cursos, pesquisas e eventos, além das empresas e organizações parceiras, que buscam o desenvolvimento da tecnologia.

Em Maringá tem um dos mais importantes núcleos de Tecnologia da Informação, onde empresas conferem uma marca de valor para atrativos de Turismo Técnico, Eventos e de Negócios.

Gastronomia Regional – imperdível é a diversidade de restaurantes, bares e botecos que somados aos eventos de pratos típicos irão encantar os turistas. Alimentos da agricultura familiar, produtos orgânicos, e da agroindústria na oferta de petiscos, porções e pratos, com opção de música ao vivo, sempre com muita gente bonita e alegre.

Ah…e as bebidas? Cervejas artesanais e chopp personalizado completam o ritual de curtir a região Corredores das Águas.

Cervejaria Sabores do Malte – Maringá
Boteco do Neco – Maringá

Esta abordagem panorâmica poderá ser aprofundada consultando o site: www.turismoregional.com.br em suas redes sociais – retur paraná da RETUR com sede em Maringá e que atua em diferentes regiões do Paraná.

A magia será completa após a escolha de um dos bons motivos, aqui rapidamente apresentados, em uma estrutura dos serviços de receptivos, parques aquáticos e rede de hospedagem com hotéis e pousadas, com a hospitalidade da sua gente e zelando pelo bem-estar e segurança sanitária.

Confira!

Jacó Gimennes, 67 anos, Fundador da RETUR, Presidiu a Paraná Turismo, dedica-se a Cultura do Desenvolvimento pelo Turismo e Coordena o Instituto Prosperare

Fonte: Bom dia SC