Entidades do Paraná firmam acordo para preservar empregos do setor

Publicidade

O Sindetur-PR, com o apoio da Abav-PR firmaram um acordo com a Fetheper e Seclitus que permite a redução da carga horária e dos salários em até 50% por três meses, desde que os empregos sejam mantidos. Nesse aditivo também foi aprovado o trabalho em home office, assim como a possibilidade de licença remunerada e compensação futura, onde o empregado poderá trabalhar até uma hora a mais por dia no período de 12 meses para repor o tempo que ficou parado, e a possibilidade, no caso de férias, em relação ao adicional de um terço, que o pagamento possa ser feito até seis meses a partir da data de concessão.

Em relação aos benefícios, durante o período de validade do aditivo, no caso da opção pelo home office, fica a empresa dispensada do pagamento de vale transporte e alimentação, mas o funcionário fará jus a uma ajuda de custo no valor de R$ 100 por mês, para custeio de despesas de luz, internet e telefonia.

Participaram da negociação o presidente do Sindetur-PR, Onésimo Anunciação, com o apoio efetivo da Abav-PR e seu corpo jurídico, assim como os presidentes da Fethepar, Luís Santos, e do Seclitus, Rosicler Torquato.

Segundo Antônio Campos, que negociou pelo Sindetur e Abav, apesar do triste momento são tentativas de preservação de todos os envolvidos. “O acordo é válido por três meses, mas dependendo da evolução da pandemia poderá ser prorrogado por outros três meses”, diz, salientando o fundamental apoio dos presidentes das demais entidades.