Fungetur e os benefícios para micro e pequenas empresas

Publicidade

Em julho do ano passado, o Fundo Geral de Turismo (Fungetur) passou por importantes mudanças, oferecendo maior agilidade e menor burocracia para acessar suas linhas de crédito. A medida, realizada pelo Ministério do Turismo, teve por objetivo facilitar a vida dos empresários na hora de contratar operações de financiamento em condições favoráveis ao desenvolvimento de seus negócios.

Com as mudanças, esses empreendedores têm à disposição uma linha de capital de giro própria e a possibilidade de financiamento associado aos projetos de investimentos e aquisição de bens. Além disso, a oportunidade de utilizar fundos garantidores, reduzindo as exigências para a captação de recursos, como a oferta de bens dos mesmos como garantia.

Entenda

O Fundo Geral de Turismo é um instrumento de política de investimentos voltado para a melhoria de infraestrutura turística, fornecendo a base para dinamizar os destinos das regiões. A promoção do setor, por meio desses recursos, resulta na elevação do nível dos serviços prestados ao turista e na expansão das oportunidades de instalação de novos negócios e de geração de emprego e renda, em atividades direta ou indiretamente ligadas ao turismo.

Saiba mais

R$ 450 milhões estão a disposição no Fungetur, valor que poderá beneficiar cerca de 1.500 empreendimentos, proporcionando a geração de 7.500 empregos direto no setor de turismo. O programa ainda oferece, para as empresas cadastradas no Cadastur, prazos de até 20 anos para pagamento de financiamento para investimentos fixos, com carência máxima de 5 anos, e até 4 anos para capital de giro, com carência máxima de 6 meses. O custo é calculado pela variação do INPC e juros máximos de 5 a 7% ao ano, dependendo da finalidade do financiamento.