MTur e UnB mapeiam necessidade de qualificação nas 30 rotas turísticas estratégicas do país

Publicidade

Para identificar as demandas de capacitação em destinos turísticos estratégicos do País, o Ministério do Turismo firmou um acordo de cooperação com a Universidade de Brasília (UnB). A partir dessa parceria, até o primeiro semestre do ano que vem, irá oferecer cursos de qualificação para trabalhadores, empreendedores e gestores de turismo de todas as 30 rotas turísticas estratégicas brasileiras.

O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, destaca os benefícios da elaboração dos cursos a partir de um diagnóstico do turismo local. “Identificando as demandas e necessidades de cada região, conseguimos oferecer qualificação direcionada e com mais qualidade no ensino para todos os profissionais do setor e, dessa forma, realmente fazer a diferença para impulsionar e alavancar o turismo nestas regiões”, destacou.

Essas 30 rotas turísticas estratégicas fazem parte do programa Investe Turismo – lançado pelo Ministério do Turismo, com apoio do Sebrae e Embratur para acelerar o desenvolvimento, aumentar a qualidade e a competitividade de rotas estratégicas brasileiras.

Na primeira fase do diagnóstico, a UnB realizou o levantamento das necessidades de qualificação em oito rotas turísticas distribuídas em 55 municípios nas cinco regiões do país: Brasília e Chapada dos Veadeiros (DF); Goiânia, Pirenópolis e Goiás (GO); Belém, Ilha do Marajó, Santarém e Alter do Chão (PA); Teresina e Serra da Capivara (PI); Natal e Litoral (RN); Belo Horizonte e Cidades Históricas de Minas (MG); Rio de Janeiro Imperial (RJ); e Corredor do Iguaçu (PR). A partir desse levantamento, foi possível iniciar cursos de qualificação em três dessas rotas.

Já a segunda fase abrangerá 22 rotas turísticas que fazem parte de 117 municípios brasileiros. Entre elas estão a região turística do Pantanal Norte e Chapada dos Guimarães (MT); Rota Pantanal Sul e Bonito (MS); Manaus e Polo Amazônico (AM); Palmas e Jalapão (TO); Boa Vista e Monte Roraima (RR); Macapá (AP); Maceió e Costa dos Corais (AL); Fernando de Noronha (PE); Costa do Descobrimento (BA); Costa do Sol – Região dos Lagos (RJ); e Porto Alegre e Serra Gaúcha (RS).

Cursos ofertados

Na região turística “Teresina e Serra da Capivara”, no Piauí, o curso “Política e Gestão para o Turismo de Base Territorial” está a pleno vapor. Ele é voltado para gestores públicos e privados, formadores de opinião, líderes comunitários e demais integrantes do trade turístico que atuam na capital Teresina e nos municípios de Santa Cruz dos Milagres e de São Raimundo Nonato, além de Pedro II. O objetivo é possibilitar o desenvolvimento do potencial turístico da região, apoiando o planejamento de ações locais.

Também já está em andamento o curso “Práticas do conselheiro no Turismo local – Saber-fazer, Compromissos e Responsabilidades” que atende a região turística “Belo Horizonte e Cidades Históricas de Minas Gerais”. A ideia é fortalecer as competências comportamentais e técnicas dos conselheiros locais e da comunidade em geral dos municípios que integram a rota. A região é composta pela capital Belo Horizonte e mais oito municípios mineiros: Brumadinho, Diamantina, Ouro Preto, Mariana, Sabará, Congonhas, São João del Rey e Tiradentes.

Já na região turística “Corredor do Iguaçu”, no estado do Paraná, as inscrições para o curso “Capacitação em Turismo e Hospitalidade” estão abertas até a próxima quinta-feira (17.12). Podem participar trabalhadores e gestores que já atuam no setor de turismo ou mesmo quem deseja ingressar na área. Essa rota abrange a capital Curitiba e os municípios de Morretes, Paranaguá e Foz do Iguaçu. (Clique AQUI para se inscrever)

Novos Cursos

s inscrições para novos cursos de capacitação para trabalhadores e gestores do setor de turismo serão divulgadas na página do Ministério do Turismo.