Santo Inácio

Publicidade

O município de Santo Inácio guarda a história da Redução Jesuítica de Santo Inácio Mini, recordação longínqua de um passado glorioso. O atual município de Santo Inácio evoca, na ebulição e burburinho dos dias presentes, a sublimidade e grandeza da obra civilizadora realizada pelos missionários da Companhia de Jesus, por ordem do rei de Castela, no início da segunda metade do século XVI, cujo palco principal foi a região circunscrita das bacias dos rios Paranapanema, Ivaí, Piquiri e Paraná, integrante da então Província Paraguaia de Guairá, mais tarde Província e hoje Estado do Paraná.

De fato, entre as 13 reduções fundadas pelos padres Jesuítas Castelhanos, onde, desde 1554 já existiam as povoações oficiais espanholas de Ontiveros, Ciudad Real Del Guairá e Vila Rica do Espírito Santo, encontramos a Redução de Santo Inácio Mini, localizado a esquerda do rio Santo Inácio, afluente do rio Paranapanema, e a Nossa Senhora de Loreto, capital da Missão Jesuíta de Guairá, fundada em 1610, junto à foz do rio Pirapó no Paranapanema, hoje município de Itaguajé.

Foi aí que Montaya escreveu, em 1613, a “Arte y Vocabulário de La Lengua Guarani”, que serviu aos missionários para se entenderem com os povos indígenas que dominavam a região, e que foi, talvez, o primeiro livro escrito e impresso em terras da América.

De Santo Inácio Mini, como as demais reduções e cidades castelhanas, ficaram apenas alguns vestígios e as ruínas, no coração do sertão, reveladoras de um passado longínquo e grandioso.

Em nossos dias, lá pelo ano de 1924, Dr. Manoel Firmino de Almeida, engenheiro civil, natural da Bahia, obteve do Governo do Estado do Paraná a concessão de uma gleba de cinquenta mil hectares, de terras devolutas, dentro das quais se encontravam as ruínas da histórica Redução de Santo Inácio Mini.

Na conformidade dos termos do contrato de concessão, firmado entre o Governo do Paraná e o Dr. Manoel Firmino de Almeida, surgiu o povoado de Santo Inácio, denominação dada pelo seu fundador, como recordação da antiga Redução de Santo Inácio Mini, cujas ruínas estão situadas há poucos quilômetros de distância da atual cidade de Santo Inácio. Pela Lei Estadual número 790, de 14 de novembro de 1951, foi elevado à categoria de município com a denominação atual de Santo Inácio, procedendo-se a sua instalação a 14 de dezembro do ano seguinte.

Dicas

Sítio Arqueológico

Ruínas da Redução Jesuíticas de Santo Inácio Mini, distante 10 Km do município, de importância Nacional, foi tombado pelo estado. Existe uma cruz em estilo luso, que representa o início do sitio arqueológico, onde foi celebrada uma missa em comemoração aos 500 anos de Brasil. Atualmente as peças e os documentos estão expostos no Museu Histórico de Santo Inácio e ainda há peças históricas do ano de 1800 como materiais de guerra da época.

 

O que fazer em Santo Inácio

Ver tudo

Galeria de fotos

Publicidade

Datas comemorativas

  • Dia do Padroeiro Santo Inácio de Loyola31 de julho
  • Aniversário do Município14 de dezembro

Eventos

  • Encontro Interestadual de Bandas e Fanfarras julho
  • Festa do Padroeiro Santo Inácio de Loyola julho
  • Festa do Peão de Boiadeiro setembro