Parques temáticos promovem ações sociais pelo Brasil

Publicidade

Com os portões fechados por causa da pandemia de Covid-19, vários parques temáticos do Brasil estão promovendo ações sociais para auxiliar quem está mais vulnerável neste momento de dificuldades. As campanhas vão desde a arrecadação de alimentos e doação de sangue até a destinação de parte dos recursos obtidos com ingressos para comunidades próximas. Essas iniciativas se somam às medidas adotadas pelo Ministério do Turismo para diminuir os impactos do novo coronavírus no setor.

Depois de fechar o parque aquático como medida preventiva contra o avanço da pandemia, o Beach Park iniciou campanha para arrecadar e doar 50 toneladas de alimentos e bebidas. Os mantimentos são distribuídos às comunidades do entorno e da região de Aquiraz, onde milhares de famílias vivem do turismo. A ação beneficiará, também, pescadores, bugueiros, rendeiras e artesãos, além de cozinheiras, garçons e vários outros profissionais que trabalham em diversas atividades ligadas ao turismo.

Os interessados em ajudar devem acessar o link beachpark.com.br/doacoes. Pessoas e empresas que tenham estoques de alimentos não perecíveis ou que queriam doar em grandes quantidades também podem fazê-lo por meio do site. Murilo Pascoal, CEO do Beach Park, destacou que é preciso somar esforços. “Estamos engajando nossos parceiros e outras empresas da região, assim como nossos clientes e pessoas em geral que possam ser impactados por nossos canais de comunicação”, destaca o CEO.

Na Serra Gaúcha, mais precisamente em Canela (RS), o Alpen Park, que oferece esportes radicais e lazer, doou um ventilador respiratório ao sistema de saúde da cidade e outro para a vizinha Gramado. Já o Wet’n Wild, de São Paulo, um dos maiores parques aquáticos do Brasil, fez campanha junto a seus colaboradores para estimular doações de sangue e abastecer hemocentros da região. Para isso, o parque orienta e oferece ajuda até no transporte dos funcionários, sempre seguindo recomendações da Organização Mundial da Saúde sobre o coronavírus.

O Hot Park, parque aquático de águas naturalmente aquecidas localizado no município de Rio Quente (GO), também entrou na corrente do bem. Por meio do programa “Juntos pela Comunidade”, o parque está revertendo 100% do valor de ingressos comprados até 30.04 para causas sociais imediatas e de amparo à comunidade. Mais informações no site do parque: https://www.rioquente.com.br/hot-park.

O Grupo Cataratas, operador dos parques Cataratas do Iguaçu, de Fernando de Noronha, Paineiras-Corcovado, AquaRio, Bioparque do Rio e Marco das Três Fronteiras, está adotando várias ações, entre doações de alimentos, testes para detectar o novo coronavírus e até recompensas para quando os parques estiverem abertos. Em seu site (http://www.benfeitoria.com/conhecerparaconservar), o Grupo destaca que “mesmo separados, podemos nos juntar através do esforço de cada um e ajudar as comunidades mais vulneráveis, além de apoiar os profissionais de saúde com equipamentos de proteção individual”. E complementa: “vamos precisar comemorar com quem a gente ama quando o isolamento social passar. E os seis parques do Grupo são ótimas pedidas”.

Fonte: Ministério da Saúde