Série de seminários online da Braztoa discute turismo pós-pandemia

Publicidade

O debate voltado à superação de dificuldades geradas pela pandemia do novo coronavírus no país conta com mais uma importante colaboração. Uma série de webinars (seminários online) iniciada pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) reúne diversos especialistas nacionais e internacionais do ramo para avaliar o atual momento de dificuldades e projetar cenários futuros em relação ao mercado de viagens.

Com o tema ‘Turismo Pós-Pandemia: Oportunidades para Reinventar’, a iniciativa, uma parceria junto à consultoria Amplia Mundo e o Laboratório de Estudos em Sustentabilidade e Turismo da Universidade de Brasília (LETS/UnB), aborda pontos como inovação, gestão de crise e comunicação, entre outros. Algumas apresentações são exclusivas a associados da entidade, e outras serão abertas ao público em geral, com vagas limitadas.

O ministro Marcelo Álvaro Antônio, que juntamente com sua equipe participa de vários debates virtuais para tratar de medidas adotadas para auxiliar o Turismo, frisa que a ação da Braztoa contribui para o enfrentamento da crise. “Estamos em permanente contato com o trade no sentido de alinhar iniciativas que permitam não só a sobrevivência do setor, mas também proporcionem ao Brasil retomar o forte crescimento registrado no turismo até então. Esse debate é fundamental para a união de ações”, observa.

Marcelo Álvaro, o secretário executivo do MTur, Daniel Nepomuceno; o secretário de Integração Interinstitucional do órgão, Bob Santos; o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França; o secretário nacional de Estruturação do Turismo Substituto, Hercy Filho, já participaram de várias transmissões online sobre a recuperação do segmento. Foi o caso de sessões organizadas pela XP Investimentos, pelo site Panrotas e pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), entre outras.

Os webinars da Braztoa serão realizados todas as terças e sextas-feiras, às 17h, até o fim de maio. O primeiro, ocorrido no último dia 24 somente com associados, teve como pauta a análise de cenários políticos, incluindo demandas do turismo no Congresso Nacional. O presidente da Braztoa, Roberto Nedelciu, avalia que é “o momento de cuidar atentamente para minimizar impactos nos negócios, mas também de pensar e se preparar para o futuro”.

O próximo seminário online será promovido em 1º.05, quando haverá reflexões a respeito da busca por experiências autênticas durante viagens. A pauta dos encontros futuros abordará ainda inovações no turismo, narrativas para destinos turísticos, imagem e criatividade e comunicação digital. As inscrições podem ser feitas pelo email comunicacao01@braztoa.com.br, canal por meio do qual o interessado receberá um link de acesso.

Os associados à Braztoa são responsáveis por cerca de 90% das viagens organizadas a lazer comercializadas pela cadeia produtiva no Brasil. Em 2019, operadoras ligadas à entidade faturaram aproximadamente R$ 15,1 bilhões e embarcaram 6,5 milhões de passageiros, tendo gerado um impacto econômico de R$ 14,9 bilhões na economia nacional durante o período.

SUPORTE – Medidas adotadas pelo MTur contribuem para a preservação de negócios, de empregos e a defesa do consumidor no período de pandemia. O órgão, por exemplo, facilitou o acesso a empréstimos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), além de ter elaborado, juntamente com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, uma Medida Provisória que define regras para cancelamentos e remarcações em diversas categorias do turismo e da cultura.

O órgão desenvolve ainda a campanha ‘Não cancele, remarque!, que incentiva o adiamento de viagens, pacotes e eventos culturais contratados, a fim de reforçar a manutenção de atividades e postos de trabalho na área. O MTur também integra esforços pela repatriação de brasileiros retidos no exterior, num trabalho conjunto com os ministérios das Relações Exteriores e da Defesa, bem como a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e da Embratur.

Fonte: Ministério do Turismo