Turismo avança em Brasilândia do Sul

Publicidade

Com pouco mais de 3.200 habitantes, Brasilândia do Sul realiza vários eventos por ano, ações que fomentam a economia local e promovem o turismo regional. Entre as principais ações do município está a Expo Brasilândia, conhecida pelo tradicional rodeio, e a Festa da Paróquia Sagrado Coração de Jesus. O município ainda recebe anualmente Rodeio Qualify, no distrito de Ercilândia, Missa do Padroeiro do Município – Sagrado Coração de Jesus – e a Festa da Capela São José do Distrito, de Ercilândia, além de ser sede de eventos estaduais, como o Vou de Bike, que aconteceu em março deste ano e reuniu ciclistas de todo Brasil.

Segundo Odair José da Silva, diretor do Departamento de Esportes e Lazer do município, todas as ações promovidas em Brasilândia do Sul contam com total participação e incentivo da população. “Até mesmo a região trabalha em prol dos nossos eventos. E isso é de extrema importância para o desenvolvimento do turismo, porque faz com que a economia do comércio da cidade seja impulsionada, devido ao aumento no fluxo de pessoas durante estes eventos”, comenta o diretor.

Atrativos

Brasilândia possui um dos solos mais férteis do Estado e é o local ideal para quem procura por belas paisagens. A região também é bem movimentada graças aos rios Piquiri, Jacaré, Taquara e Areia, que circundam a região. “Prezamos por nossa cultura local, rica em história e religiosidade. Por isso apontamos a Estátua do Padroeiro Sagrado Coração de Jesus como um importante atrativo”, ressalta Odair. A imagem está localizada na Paróquia Sagrado Coração de Jesus.

História

A criação de Brasilândia do Sul decorreu da iniciativa dos pioneiros gaúchos, vindos de Santa Maria (RS), no ano de 1954. O objetivo dos colonos era o extrativismo da madeira e o plantio da cultura do café e culturas de subsistência. Em 1960 foi implantado o loteamento com a denominação de Brasilândia, em homenagem a Brasília que naquela época estava sendo inaugurada.

Brasilândia do Sul é um dos municípios que conta com a parceria da Rede de Turismo Regional (RETUR) no processo de fortalecimento das ações e tem feito a diferença na região Corredores das Águas, provando que o município pode ser pequeno, mas o Gestor deve pensar grande.