Turismo Religioso vive ótimo momento

Publicidade

Em visita à Paraná Turismo, o empresário Pedro Kempe – especialista no segmento – revelou otimismo com a força do setor e com a sua divulgação. Ele acredita que o fato do Paraná ter definido 2018 como Ano Estadual do Turismo Religioso também ajuda “neste processo de crescimento e afirmação do potencial do Estado”.

Kempe destacou alguns aspectos importantes do Turismo Religioso no Paraná. “Nós precisamos aproveitar tudo isso para evidenciar mais os nossos ícones do Turismo Religioso. Primeiramente porque nós já temos no estado uma catedral que é reconhecida nacionalmente pela sua importância que é a Catedral de Maringá, pela sua formação arquitetônica, mas também referenciar os outros atrativos religiosos. O Paraná tem excelente oferta para as pessoas que se movimentam no Brasil para viajar motivadas pela fé, porque elas podem se motivar e se movimentarem a vir visitar o nosso estado, então a gente tem que evidenciar bem os ícones, valorizar cada um deles”, comentou.

Turismo Multireligioso

Foz do Iguaçu na opinião de Kempe possui um potencial muito especial. “A gente vê que ele é mais multirreligioso. É um destino religioso que dá importância a outras religiões”.Nesta esteira, ele colocou Curitiba “como um polo de multietnia. “Temos principalmente os poloneses que aqui residem, os ucranianos, descendências étnicas que oferecem riqueza, religiosidade e tradição”. Ele destacou ainda:”o santuário do Guadalupe, onde está o Padre Reginaldo Manzotti que é um ícone nacional, o Santuário da Divina Misericórdia, conhecido nacionalmente e que todos os anos no mês de novembro realiza o congresso nacional em Curitiba.

Outros ícones

Pedro Kempe salientou outros lugares de grande apelo em Curitiba. “O Santuário da Perpétuo Socorro que é outro exemplo, com o santuário do Carmo, locais consagrados e de grande apelo para as devoções cristãs . Quando a gente fala do turismo religioso pensasse no turismo religioso como um todo, em lugares movidos pela fé e quem se movimenta pela fé, devemos entender que há outras religiões e no nosso país isso é aberto. Nós temos a Mesquita em Curitiba, temos a de Foz do Iguaçu, que é um ponto importante para o nosso turismo religioso.

Valorização do setor

Por sua loga experiência no comando da Domus (agência dedicada ao setor do Turismo Religioso no paraná), Pedro Kempe falou com conhecimento da necessidade de valorização das potencialidades no estado. “A gente precisa evidenciar e valorizar todos os ícones religiosos e mostrar que o Paraná é um destino onde as pessoas podem peregrinar. Temos uma cidade como Prudentópolis, com a maioria da população descendente de ucranianos. A tradição ucraniana, bem representada na Páscoa de Prudentópolis, mostra a sua força como um local de peregrinação. Pela Fé, visitar Prudentópolis na Páscoa é maravilhoso. Excelente programa ver como é essa tradição ucraniana, primeiro no sábado com o benzimento dos alimentos, onde fazem fila na Igreja de Josefá em Prudentópolis e depois em todas as celebrações que tão bem traduzem a fé deste povo”, explicou.

Força do Interior

Kempe destacou também a força do Turismo Religioso em cidades do Interior do Paraná. “São Miguel de Arcanjo, que fica em Bandeirantes – Norte Pioneiro – também é um ícone para o turismo religioso. A cada dia se estrutura mais para receber peregrinos com hospedagem, alimentação, ofertas de artesanato e compras e todos os cuidados necessários para que os turistas tenham boas opções de acolhida.

Kempe, lembrou ainda do Litoral. “Em Paranaguá, outro local fantástico para o público que busca viagens de fé está no Santuário Nossa Senhora do Rocio. Importantíssimo valorizar a nossa querida padroeira”. Ele citou ainda a famosa a Rota do Rosário (Norte Pioneiro – na Região liderada pela Diocese de Jacarézinho).. “Ícone fundamental pra gente valorizar e mostrar isso para os adeptos do Turismo Religioso.

Otimismo em pauta

O entrevistado citou expectativas otimistas para este ano. “Em 2018, teremos uma grande oferta de viagens religiosas. Vamos começar no mês de maio com uma viagem à Alemanha para fazer os caminhos de Lutero. Claro que é um roteiro religioso, mas também terá a parte Cultural, onde os turistas vão ver o que aquele país oferta no turismo. Vamos fazer a Alemanha nos caminhos de Lutero e vamos visitar cidades importantes, como na cidade que foi traduzido pela primeira vez a bíblia, do alemão, depois para o inglês e também as cidades onde Lutero nasceu, viveu e estudou”.

Kempe prosseguiu informando sobre roteiros. “Em junho, vamos para a Roma, à cidade Medieval de Assis, com a devoção de São Francisco de Assis e Santa Clara. Depois, vamos a Israel, na Terra Santa, onde ficaremos nove dias. Outra viagem muito interessante, faremos em agosto, na Bósnia. Ficaremos em Medugorje, cidade onde até hoje são destacadas as aparições de Mariana, embora o Vaticano não reconheça oficialmente. Mas é reconhecido que a prática devocional do local, é uma prática correta. Muitos peregrinos do mundo todo visitam Medugorje na Bósnia”.

Os roteiros prosseguirão. “Após a nossa volta, vamos à Polônia e todos aqueles que são devotos a Santa Faustina e João Paulo II. Os curitibanos e o paranaense são muito devotos da Polônia. Por último vamos ao Santuário de Fátima, em Portugal.

Calendário repleto

No final de Setembro, vamos fazer uma peregrinação mais devota a São Miguel Arcanjo, ao Monte San Michel na França e a Gruta de São Miguel que está na San Giovanni Rotondo na Itália. No dia 5 de outubro, vamos fazer os Santuários de Mariano. Vamos começar a viagem em Madri e depois vamos à Fátima e subiremos à cidade de Santiago da Compostela. Ainda na Espanha, na região Norte, visitaremos o Santuário de Lourdes, um dos principais da Europa e talvez o mais querido do peregrino da Europa. O roteiro incluirá visita aos Castelos do Vale do Loire. Iremos a Lisieux, na devoção de Santa Terezinha de Lisieux e esticaremos a Paris, destacou Pedro Kempe.

Final de ano

Kempe por fim detalhou a programação para os últimos meses de 2018.

“No dia 28 de Outubro nós, voltaremos a Medugorje, fazendo Terra Santa, e depois outra viagem a Terra Santa com Roma.

Em novembro, vamos viajar ao México para fazer uma devoção a Nossa Senhora de Guadalupe – que é a padroeira da América. Vamos finalizar indo a terra santa para o Natal.

Fonte: Paraná Turismo